ESTOU ENDIVIDADO E AGORA?

VOCÊ SE ENDIVIDOU UM TANTO ALÉM DA CONTA ?

Se você está lendo este artigo, suponho que a resposta para a pergunta seja “SIM”.

Você deve estar com algum problema financeiro! O que está acontecendo?

  • Fatura impagável no cartão de crédito, que só vem se acumulando;
  • Limite estourado no cheque especial, que está levando todo o seu dinheiro;
  • Empréstimos pessoais para pagar empréstimos;
  • Outras dívidas em geral.

Sei que é difícil, mas mantenha a “Calma”, o Desespero só irar atrapalhar você neste momento e quanto mais desesperado você ficar, pior será para pensar em uma saída para a situação.

Procure pensar: “Onde você se endividou? ”.  “E por que isso aconteceu? ”.

Inicialmente pegue uma folha de papel e uma caneta (pode ser uma planilha no Computador caso você prefira) e faça uma lista de todas as suas dívidas, seja qual for a sua situação, você está no caminho para resolvê-la.

Dívida

O que é preciso fazer para sair dessa?

Coloque as dívidas em ordem decrescente de taxa de juros, ou seja, da mais cara para a mais barata. As mais caras deverão ser pagas primeiro.

Deixe eu dar um exemplo: imagine que você está devendo R$2000,00 no cartão de crédito com uma taxa de 8,9% ao mês e devendo R$2500,00 de um empréstimo pessoal com taxa de 2,3% ao mês. A dívida com o Cartão é mais cara e, portanto, deve ser paga primeiro.

Sente-se com seus credores e comece a elaborar uma estratégia para finalizar com as dívidas. Negociando uma forma de pagamento com eles você acaba com o acúmulo de juros e multas.

O corte dos gastos supérfluos é inevitável. É hora de abrir mão de bens como carros, roupas caras que você não usa mais, tente aumentar seu dinheiro se desfazendo de bens que podem ser repostos em outro momento.

A vantagem em fazer isso é que se você consegue o valor mais rápido e não precisa arcar com juros, caso fizesse um empréstimo. Assim, você pode abater uma parte ou quitar as dívidas, isto equilibraria suas finanças.

Para não ter problemas futuros o ideal é que você reserve 20% da sua renda mensal para o pagamento de dívidas, mesmo que seja grande a quantidade de parcelas para conseguir honra-las.

Para ficar longe das dívidas é necessário evitar financiamentos longos, compras de impulsos e principalmente educar-se financeiramente. Leia aqui no Blog o artigo “11 Passos Fundamentais para Iniciar seu Planejamento Financeiro Pessoal”.

Pensando nisto, criamos uma planilha de controle financeiro, basta clicar aqui e baixar sua PLANILHA inteiramente grátis. Não perca esta chance.

Obrigado e Suce$$o

Baixe inteiramente grátis a sua Planilha de Planejamento Financeiro!!!

2 Comentários

  1. DULCE JORGE

    Adorei as dicas. Tenho certeza que irá ajudar muitas pessoas que se encontram nessa situação e também ajudar a evita-las. Parabéns pelo trabalho.

    • Obrigado pelo seu comentário Dulce, este é o intuito deste canal ajudar as pessoas a lidarem com o dinheiro de uma forma mais saudável. Curta também minha página do Youtube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *