11 PASSOS PARA O PLANEJAMENTO FINANCEIRO

11 PASSOS FUNDAMENTAIS PARA INICIAR SEU PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL

 

  1. ACOMPANHE SUAS RECEITAS E DESPESAS

Planejamento Financeiro Pessoal

O primeiro passo para iniciar o seu Planejamento Financeiro Pessoal é saber exatamente como está sua situação financeira atual, e não estou falando em ir ao Banco e tirar um extrato, pois isto te dá a situação do momento, é preciso saber exatamente como anda suas finanças, o equilíbrio entre o que você recebe (receita) e quanto você gasta (despesas).

Não temos hábitos e costumes de controlar os gastos, não fomos educados para isto, muitas vezes, pensamos em orçamento apenas na compra de um bem, por exemplo, uma casa ou um evento como uma festa de aniversário ou casamento.

Provavelmente, aqueles sem afinidade com números sentirão maior dificuldade, mas garanto que será só no começo. Trata-se de prioridades e até mesmo de boa vontade.

Devemos considerar que a rotina de controlar gastos não é tão simples quanto comer, dormir e passear, mas é necessária para ter uma vida financeira saudável e até mesmo para conquistar o que tanto deseja.

O importante é criar o hábito de anotar todos os seus gastos diariamente ou semanalmente independente de qualquer situação. Dedicar-se alguns minutos diários no preenchimento de despesas e receitas mostrará sua realidade no momento e te ajudará a mudar sua realidade financeira, além de ser fundamental para criar seu Planejamento Financeiro Pessoal.

Tenha certeza de que boa parte dos motivos de estar no vermelho ou de não sobrar dinheiro no final do mês, não está nos grandes gastos e sim nos pequenos, pois são os que fogem do nosso controle.

Sabemos quanto ganhamos ou pagamos de aluguel e prestações, mas no final do mês ao entrar no vermelho assustamos, pois, os pequenos gastos (padaria, pequenas compras de impulso, presentes, tarifas bancárias, etc.) criam um rombo, pois fogem de nosso controle.

Passar a controlar estes gastos, através de um Planejamento Financeiro Pessoal, requer uma disciplina durante um período, até que consiga prestar atenção neles. Durante 3 meses, eu disse apenas três meses, anote todos os seus gastos do dia, seja rigoroso para não esquecer nem das gorjetas. Você vai perceber sua realidade financeira.

Clique aqui e baixe inteiramente grátis a nossa planilha que te ajudará a fazer Planejamento Financeiro Pessoal.

 

  1. COMPRE SOMENTE O QUE PRECISA

Planejamento Financeiro Pessoal

Sei que comprar é inevitável, é um grande prazer poder ir a uma loja e comprar, não estou pedindo que você deixe de fazer isto, mas é preciso saber como realizar seu sonho ou como desfrutar suas conquistas.

Fazer compras é muito prazeroso, pois atende a anseios pessoais, mas evite o consumo imediato, adie, faça um planejamento. A ideia é que jamais seu dinheiro seja gasto sem um propósito, sem a certeza de que está trazendo algum benefício.

Sempre faça a seguinte pergunta: – Estou precisando realmente disto?

Lembre-se de que é possível adquirir coisas gastando pouco e que realmente seja necessário.

Se sua situação não permitir o desfrute do que tem de melhor, seja criativo, improvise. Exemplo: compre algo de um modelo que está para ser substituído por um novo, roupas em final de estação ou de coleções passadas e cinema durante a semana. Você terá pouco a perder com esse tipo de escolha. Tudo o que precisa é ficar atento ao calendário e ter iniciativa para não perder a vantagem no momento certo.

Compras de impulso consomem grande parte dos seus recursos e atrapalham o Planejamento Financeiro Pessoal.

 

  1. COMPARE PREÇOS ANTES DE COMPRAR

Planejamento Financeiro Pessoal

Qualquer compra de alto ou baixo valor é necessária uma comparação de preço, pois há diferenças exorbitantes no mesmo produto. Ansiedade nas compras só atrapalha. Controle o seu desejo, seja ponderado. Não tem porque pagar mais caro por um produto devido ao desejo imediato.

Faça orçamentos e cotações, no mínimo em três lugares. Garanto que irá surpreender-se com a diferença de preços. Lembrando que serve para qualquer compra, até mesmo as de valores baixos.

A internet é uma boa ferramenta para pesquisa de preço, sites como Buscapé, Bondfaro, Zoom entre outros possuem ferramentas de comparação de preços e até alerta de faixa de preço desejado. Use-as.

Toda compra deve ser muito bem pensada. Quando tomamos a decisão de compra no calor da emoção, sem a reflexão necessária nos envolvemos com o vendedor, com a loja, com a situação e compramos, sem pensar. Quantas vezes você comprou um produto de impulso e ele ficou guardado e você nunca usou. Reflita sempre.

 

  1. PAGUE Á VISTA QUANDO TIVER DESCONTO

Promoção

“Toda loja em 12 vezes sem juros”.

Está é uma tentação para quem adora comprar. Mas devemos estar atentos para este tipo de armadilha, que pode prejudicar nosso Planejamento Financeiro Pessoal.

Em todos os lugares tem valores à vista e valores a prazo, geralmente o desconto de pagamento à vista é de 5% sendo que dependendo do valor da compra pode-se conseguir muito mais.

Sem dúvida a melhor forma de compra é à vista, não só pela melhor possibilidade de negociação dos valores, mas também pela maior facilidade de Planejamento.

Imagine-se comprando um sapato em 6 X sem juros e na mesma saída em outra loja você compra uma roupa em 4 X sem juros, no dia seguinte você recebe uma promoção em seu e-mail e troca seu celular em 12X sem juros. Imagine isto ocorrendo durante um mês inteiro.

Tendemos a ver apenas as parcelas isoladas e não a somatória de todas elas no decorrer dos meses, e é comum nos perdermos nestes cálculos. Administrar todas as parcelas que fazemos dá muito trabalho e acaba com nosso planejamento inteiro.

É muito mais fácil pagar à vista, aquela compra única e no mês seguinte você está livre para fazer novas compras. Destine uma parte de sua receita para estas recompensas, afinal você trabalhou duro e tem o direito de desfrutar deste prazer.

 

  1. USE O CARTÃO DE CRÉDITO QUANDO FOR BENÉFICO

Planejamento Financeiro PessoalOs cartões de créditos passaram a fazer parte do cotidiano por oferecerem vantagens para todos os gostos. A mais facilmente vislumbrada é a conveniência.

Carregar um cartão de crédito é muito mais fácil do que carregar dinheiro, sem falar na segurança. Além de dar poder de compra sem ter o dinheiro tudo isso parcelado e sem juros.

O Cartão de Crédito é uma importante ferramenta nos dias de hoje, fala-se até na extinção do dinheiro de papel e na sua completa substituição pelo “dinheiro de Plástico”.

Os Cartões costumam ser apontados como os vilões da história, pois a facilidade de compra é muito grande e há um endividamento maior com o seu uso.

O principal vilão da história não é o cartão em si, e sim a taxa de juros envolvida na operação de crédito. Vamos explicar um pouco melhor.

Você fez a suas comprar no cartão de crédito e quando a fatura chegou, você pagou integralmente, o valor devido como havia se planejado, ótimo, você utilizou 30 a 40 dias de crédito gratuito.

Mas, se quando a fatura chegou e você decidiu pagar apenas o mínimo (ou apenas uma parte devida a operadora), bem, então, você na verdade utilizou a maior de todas as desvantagens do cartão de crédito: a segunda maior taxa de juros do mercado, só perdendo para o cheque especial. Você acaba de tomar a pior decisão quando se trata do uso do Cartão de Crédito.

Podemos usá-lo, principalmente, se fizer o planejamento de forma adequada, mas pondere, e se realmente usar, pague sua fatura integralmente.

 

  1. TRACE METAS PARA ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS

target-893324Uma boa maneira de iniciar o seu Planejamento Financeiro Pessoal e conseguir alcançar seus sonhos é definir metas.

É muito importante saber o que você quer atingir. Uma forma de fazer isto é definir um objetivo e traçar uma meta para isto.

Por exemplo: Você deseja um Smartphone novo (este é o seu objetivo), para isso você precisará do Valor de R$3000,00, guardar o valor de três mil reais é sua meta e para realiza-la você precisa guardar R$300,00 reais mensais durante 10 meses (Sei que parece difícil pois normalmente somos impulsionados a comprar no cartão em 10X). Mas o princípio é este, veja que daqui a 10 meses você estará pagando o valor do aparelho novo, mas ele é um aparelho que você já está pensando em trocar novamente.

O objetivo deve ser seu e depender do seu esforço e dedicação. Crie o compromisso com um planejamento para garantir um futuro sem dificuldades financeiras e fazer o possível e até mesmo o impossível para que o plano seja realizado.

Determine um valor para poupar todo mês e este valor será o primeiro dinheiro a sair da sua conta ao receber o salário. O banco poderá ajudar debitando automaticamente o dinheiro no dia do recebimento de salário. Chama-se investimento programado.

Crie uma, duas, três contas de investimento, uma para cada objetivo, mas o mais importante é que você mantenha o foco no seu objetivo.

Não dê desculpas para você mesmo, caso ocorra algum imprevisto, aperte o cinto para pagar as demais contas.

O planejamento financeiro visa um futuro mais tranquilo, imprevistos acontecem, mas estará melhor quem tiver reservas financeiras.

 

  1. SEJA REALISTA AO TRAÇAR SEUS OBJETIVOS

Plano

Como dissemos anteriormente, ter objetivos e traçar metas é fundamental para iniciar o processo de Planejamento Financeiro Pessoal e atingir seus resultados tão esperados.

Mas, no entanto, é importante que tenhamos objetivos desafiadores, mas realistas, não adianta querer logo de início destinar todo seu esforço em objetivos de muito longo prazo. Quero ter uma reserva para comprar uma Ferrari zero daqui a um ano.

Ser objetivo e ter um foco claro são atitudes que ajudam na hora de tomar qualquer decisão.

O importante é determinar quando você pretende cumprir este objetivo para conquistar algo que possa ser alcançado. Sugiro um plano de ação para o futuro, onde constará qual seu objetivo, a data e o que fazer para realizá-lo.

O importante é começar com algum objetivo realista, e focar em realiza-lo. O prazer de conseguir algo com seu esforço fará com que você queira sempre mais.

 

  1. ANALISE MENSALMENTE SEUS OBJETIVOS

Analise

Tracei meus objetivos, agora é só esperar as coisas acontecerem, Certo?

Não engano seu pensar desta forma. Traçar os objetivos é o passo inicial para atingi-los, mas devemos acompanhar e monitorar seus objetivos, veja o que você conseguiu até agora e analise o quão distante você está da sua meta.

Fazer anotações e cálculos toma tempo e não é uma atividade interessante. Deixar a acomodação de lado é o primeiro passo e o segundo é a disciplina, nessa fase, aparentemente os resultados não aparecem.

A impressão é que deixamos um dinheiro no banco que nos faz falta no final do mês e os rendimentos deste valor nos primeiros seis meses são poucos. Mas continuando durante alguns anos terá um bom dinheiro e quanto mais dinheiro, mais rapidamente ele crescerá.

 

  1. VIVA DE ACORDO COM SEU PADRÃO

Planejamento Financeiro Pessoal

Quando falamos em consumo, Status é uma das maiores armadilhas que podemos cair. Com um padrão de vida que consome toda e qualquer renda. Recorremos a bens de consumo somente para atrair a atenção de pessoas ou algum grupo social.

Pode não ter lógica, mas gastamos muitos recursos preciosos comprando coisas que não precisamos, com o dinheiro que não temos, para impressionar pessoas que não conhecemos de algo que não somos.

O padrão de vida além de nossas posses são motivo do insucesso financeiro. Simplesmente os sonhos serão adiados até que tenhamos reservas financeiras, e não abandonados por completo. Você merece ter roupas de marca e produtos de qualidade, porém isto não tem que esgotar os seus recursos e te deixar no vermelho.

 

  1. CRIE RENDAS EXTRAS

hobbie

Uma das possibilidades de melhorar sua renda e começar uma boa reserva financeira e criar oportunidades de renda extra. Isto mesmo, renda extra.

Não importa a sua atividade principal, seu emprego principal, você pode criar oportunidades de ter uma renda extra. Atividades que você goste, ou tem facilidade de fazer podem ser oferecidas e você ter uma remuneração por ela.

Os “bicos” de fins de semana é um bom começo para isso. Por exemplo: Você adora cozinhar e todos elogiam a sua comida, ou um prato em especial, cozinhar para fora ou oferecer este prato na sua rua, no seu condomínio ou na internet é uma boa opção. Você adora futebol, que tal atuar como árbitro em jogos no final do dia em clubes próximos a sua residência. Você adora festas e eventos, pode organizar festas e participar de organizações de eventos. Você tem facilidade com trabalhos manuais e artesanato, fazer decoração para festas e mesas de aniversário são uma ótima oportunidade de negócio. Você fala bem inglês, que tal lecionar um idioma, pode ser até pela internet.

Muitas destas atividades podem ser desempenhadas como um hobby, sem sentimento de comprometimento do fim de semana, mas como uma fonte de renda extra.

É um caminho para ganhar mais, pelo menos enquanto não conquista a independência financeira. Mas lembre-se o ideal da renda extra é que ela seja investida.

 

  1. INFORME-SE SOBRE INVESTIMENTOS

investidor

Investir bem parte do que ganha é a regra para o dinheiro não faltar em sua vida. Inclua em seu Planejamento Financeiro Pessoal um tempo de pesquisa sobre investimentos, para melhorar suas escolhas.

O início é difícil, pois temos a impressão de que todos os investimentos são ineficientes. O fato é que sobre pouco dinheiro, qualquer rentabilidade gera poucos resultados.

Vamos ser bem conservadores neste artigo, mas para começar, invista 10% dos seus rendimentos em uma aplicação financeira. Se você conseguir mais é melhor, com 20% de investimento você conseguirá ver resultado muito mais rápido.

Outra dica é se você recebe algum benefício da empresa como PLR (Participação nos Lucros e Resultados) este dinheiro extra deve ser guardado, assim como o 13º salário.

A poupança nos primeiros anos pela sua segurança é a melhor opção até acumular um valor de por exemplo, R$ 20.000,00. Após atingir este valor de investimento é hora de começar a estudar alternativas, pois os próprios rendimentos de seu patrimônio estarão acelerando o crescimento, ocorrendo o efeito multiplicador. Quanto mais dinheiro temos, mais rápido ganhamos.

Um detalhe importante, não tem sentido eu guardar um montante de dinheiro e depois usar tudo para comprar algo, mesmo de sua reserva use apenas parte dele, você precisa ter uma reserva que te dará estabilidade e segurança financeira.

Nos investimentos uma dica é jamais colocar todos os ovos em uma cesta só. Caso ocorra um desastre com seu investimento, não perderá todo seu patrimônio.

Investir é o caminho da garantia ou da melhora no futuro daquilo que se construiu até hoje. Lembre-se de uma pequena regra, você deve ser pago primeiro. Programe seu investimento como o primeiro pagamento que deve fazer.

 

RESUMINDO OS PASSOS PARA O PLANEJAMENTO FINANCEIRO PESSOAL

checklist

  1. ACOMPANHE SUAS RECEITAS E DESPESAS: Crie o hábito de por alguns meses acompanhar todos os seus gastos e iniciar seu Planejamento Financeiro Pessoal;
  2. COMPRE SOMENTE O QUE PRECISA: Pergunte-se antes de comprar, eu realmente preciso disto, neste momento? Compra de impulso acaba com seu Planejamento Financeiro Pessoal.
  3. COMPARE PREÇOS ANTES DE COMPRAR: Você ficará surpreso com a diferença de preços que encontrará. Use a internet e aplicativos para isto.
  4. PAGUE Á VISTA: Pagamentos à vista geram maior desconto e possibilidade de negociação, além de ser mais fácil para planejar.
  5. USE CARTÃO QUANDO FOR BENÉFICO: Cartão de Crédito não é nenhum vilão se utilizado corretamente, o vilão é a taxa de juros cobrado pelas operadoras.
  6. TRACE METAS PARA ALCANÇAR OS OBJETIVOS: Definir metas ajuda a atingir objetivos, quando criamos as metas nos comprometemos com o atingimento dos resultados.
  7. SEJA REALISTA AO TRAÇAR OBJETIVOS: Se você criar objetivos fora da realidade, você vai se esforçar em vão e se desanimará. Seja realista!
  8. ANALISE MENSALMENTE SEUS OBJETIVOS: Criar o objetivo é fundamental, mas só isto não resolve, acompanhe e monitore constantemente os seus planos e corrija os rumos sempre que necessário.
  9. VIVA DE ACORDO COM O SEU PADRÃO: Assumir dívidas só para ter uma roupa de marca, ou um celular da moda é absurdo. Planeje-se e faça escolhas que não comprometam sua renda.
  10. CRIE RENDA EXTRA: Faça de seus Hobbies possibilidades de ganho extra
  11. INVISTA: Reserva financeira é fundamental para sua vida e bem estar.

 

Baixe inteiramente grátis a sua Planilha de Planejamento Financeiro!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *